A importância da Avaliação Física

Ao ingressar em um programa de atividades físicas, sejam elas quais forem, é muito importante que o praticante tenha a consciência da importância da Avaliação Física para a realização de tais atividades, além é claro, de a mesma ser realizada sob a supervisão de um profissional de Educação Física registrado em seu conselho.

Somente através desta avaliação, o profissional de Educação Física terá subsídios suficientes para elaborar uma prescrição de atividades de uma maneira mais segura e eficaz, respeitando as individualidades de cada pessoa, buscando uma forma mais eficiente para atingir seus objetivos.

Ela é composta de 5 etapas (anamnese, composição corporal, avaliação postural, avaliação neuromotora e avaliação cardiorrespiratória), todas igualmente importantes na montagem do programa de treinos do praticante.

Na anamnese, é realizado um questionário a fim de coletar o maior número de informações possíveis do avaliado, como seu histórico de atividades e patologias familiares, uso de medicamentos, possíveis lesões e/ou cirurgias, objetivos, enfim, tudo o que é necessário para um conhecimento global do aluno.

Posteriormente, é feita a composição corporal, onde é checado informações referentes às dimensões corporais, como circunferências e diâmetros, além de fornecer informações sobre o peso corporal, que pode ser dividido em 4 compartimentos (peso ósseo, residual, gordo e magro) Em relação à avaliação da composição corporal, ela visa estimar a quantidade de gordura corporal do aluno, pois o excesso de gordura corporal tem uma relação direta com doenças crônico-degenerativas, além de estar também relacionada aos objetivos estéticos do avaliado.

Já a avaliação postural indicará se o aluno apresenta vícios ou desvios posturais que possam ser agravados se não houver a prescrição de exercícios de forma adequada, sendo assim, o objetivo de incluir aspectos posturais na rotina de avaliação não é de diagnóstico, mas sim de identificação daquelas alterações na postura que mereçam cuidado especial na realização de exercícios ou que indiquem a necessidade de procurar um fisioterapeuta ou ortopedista para um tratamento mais específico.

A avaliação neuromotora (resistência muscular, força, flexibilidade), torna-se necessária, pois está diretamente relacionada com a realização de tarefas da vida diária, das mais simples às mais complexas, o que justifica a necessidade de avaliação destas variáveis. Os testem podem ser escollhidos conforme a especificidade da atividade a ser praticada

E, finalmente a avaliação cardiorrespiratória, de suma importância para uma prescrição adequada à capacidade física de cada um, no que diz respeito aos aspectos de volume e intensidade dos treinos.

A realização de reavaliações periódicas constitui a única forma de verificar se o programa está apresentando os resultados esperados ou se é necessário alterá-lo para atender adequadamente ao praticante.

A avaliação física deve ser precedida, obrigatoriamente, por uma avaliação médica, na qual a pessoa terá a liberação de um profissional capacitado para a realização de atividades.

Eduardo Fadiga é Graduado em Educação Física (Universidade Estácio de Sá) com Pós Graduação em Anatomia (Universidade Estácio de Sá) e Certificação Internacional em avaliação física (ISAK). Para mais informações visite nossa área de Personal Trainers.

Os perigos do ciclamato de sódio

Usada como adoçante em refrigerantes, sucos, alimentos e suplementos alimentares o ciclamato é uma substância derivada do petróleo e potencialmente cancerígena.

Você pode estar ingerindo grandes quantidades de ciclamato de sódio sem saber. Alguns alimentos e suplementos alimentares contém em sua formulação ciclamato de sódio para “adoçar”.

É muito comum este tipo de adoçante em suplementos de baixa qualidade, por isso procure usar produtos a base de outros adocantes como a sucralose que não possui efeitos nocivos.

Saiba mais informações sobre o ciclamato de sódio:

O Ciclamato foi descoberto em 1937 na universidade de Ilinois por um estudante graduado, Michael Sveda estava trabalhando na sintese de um remédio contra a febre. Ele colocou seu cigarro na mesa do laboratório e quando voltou com ele a sua boca descobriu o doce do ciclamato.

O que é o ciclamato?

O Ciclamato é o nome comum do ciclohexilsulfamato. É identificado na indústria alimentícia com as siglas E 952. É considerado uma substância adoçantes ou edulcorantes que possuem baixo ou inexistente valor energético e proporcionam a um alimento o gosto doce. A ciclo-hexilamina é o principal metabólito do ciclamato de sódio. Esta substância tem efeitos cancerígenos como mostrado em alguns estudos científicos.

Situação:

Adotado pela indústria alimentícia para substituir o açúcar em alimentos e bebidas de baixa caloria – como os populares refrigerantes zero –, o ciclamato de sódio é reprovado pela comunidade científica internacional por estar associado ao desenvolvimento de câncer no trato urinário. A substância já foi proibida em diversos países, como Estados Unidos, Inglaterra e Venezuela.

No Brasil, o uso do ciclamato de sódio é controlado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e está restrito a concentrações limitadas. Recentemente a ANVISA alterou o limite máximo permitido de ciclamato para 40 mg a 56 mg a cada 100 ml ou 100 gramas.

Estudos:

Segundo alguns autores, o rim de ratos pode ser afetado por elevadas doses de ciclamato de sódio. Em estudos crônicos tem sido relatado leve aumento na incidência de nefrite e de nefrose*

Analisando aspectos toxicológicos do ciclamato de sódio e da ciclohexilamina, Bopp et al.11 apresentam revisão sobre efeitos dessas substâncias em órgãos e sistemas como o fígado (sem alteração histológica), o rim (nefrocalcinose, nefrite e nefrose), o trato gastrointestinal (diarréia), o coração (calcificação no miocárdio e esclerose), o sangue (anemia e plaquetopenia.

Cuide da sua saúde, evite o ciclamato de sódio. Procure alternativas saudáveis como a Sucralose, a frutose ou o acesulfame de potássio. Verifique no rótulo e saiba o que você está consumindo.

Os melhores suplementos da são adoçados com sucralose. A sucralose não é toxica, não causa alteração na liberação da insulina, não causa cáries e é isenta de calorias.

Efeitos do álcool no desempenho esportivo

É sabido que o álcool reduz as habilidades motoras e cognitivas de uma pessoa. Mas até que ponto isso pode comprometer o desempenho em atividades físicas? Para responder a essa pergunta vamos analisar alguns pontos importantes ocasionados pelo consumo do álcool.

O consumo elevado de bebidas alcoólicas tem sido associado a problemas de saúde mental, e também a a doenças cardiovasculares e do fígado, isso sem contar sua capacidade reduzir as faculdades congnitivas e levar indivíduos a tomarem decisões questionáveis, das quais poderão se arrepender, no dia seguinte. Mas, e para as pessoas que fazem um consumo moderado de álcool, quais são as consequências no desempenho da atividade física?

1) Desidratação

Os efeitos negativos do álcool são primeiramente vistos na função renal, fazendo com que o corpo perca o balanço ideal dos  eletrólitos. A desidratação causa aumento da acidez do sangue, diminui a força e o VO2 Max, além de causar desconforto e dores.

2) Letargia

O consumo de apenas uma dose de bebida altera os padrões das ondas cerebrais. O álcool também atua relaxando os músculos e vazos sanguíneos, como consequência a pressão tende a cair, diminuindo sensivelmente a capacidade de contração muscular (força). Além disso afeta a capacidade de concentração, diminuindo a capacidade do indivíduo de executar tarefas. O equilíbrio e coordenação também são afetados pela falta de glicogênio no cérebro.

3) Sono

Pode levar até 48 horas para que o álcool consumido seja completamente processado pelo fígado. O consumo de álcool costuma reduzir a qualidade e a duração do sono. Uma hora a menos de sono, pode representar uma queda de 12% nos níveis de testosterona.

4) Diminuição da testosterona

O consumo do álcool esta ligado a um aumento silencioso da produção de (estradiol/estrona) que são hormônios femininos. Porém, nada legal para quem quer ganhar massa muscular! Esses hormônios ainda inibem os receptores de testosterona no tecido muscular e hipotálomo. A testosterona sofre uma degradação e é removida do sangue e seu ritmo de produção diminui. Para acentuar esse cenário, o cortisol, um hormônio catabólico entra em ação com níveis elevados. Como resultado há uma perda significante de massa muscular e força.

5) Calorias

Além disso o consumo de álcool está associado a um ganho de peso, quase que exclusivamente na região do abdômem, aquela famosa “pancinha de chopp”.
Veja uma tabela abaixo:

Veja quais são as principais desculpas de quem abusa do álcool. Você já usou alguma delas?

  1. “Vou tomar café forte” – Apesar de estimulante, o café de nada altera o estado de embriaguez.
  2. “Vou tomar banho frio” – Água fria apenas dá a sensação de “acordar” no instante da ducha. Os efeitos do álcool, porém, permanecem inalterados.
  3. “Vou tomar vento” – Os efeitos do álcool não se dissipam com um “ventinho”. Só o passar do tempo elimina o álcool do organismo.
  4. “Vou comer antes de beber” – Os efeitos do álcool variam de pessoa para pessoa, mas uma coisa é certa: o álcool sempre produzirá alterações em sua percepção, ainda que você esteja muito bem alimentado.
  5. “Vou tomar um remédio” – A ciência não conseguiu produzir qualquer droga que elimine os efeitos do álcool. Nenhum comprimido, nenhuma receita milagrosa.
  6. “Vou beber porque conheço o meu limite” – Ninguém está tão acostumado a beber a ponto de ficar livre dos efeitos do álcool. É difícil saber exatamente a hora de parar. Até porque a primeira função a ser comprometida pela bebida é a capacidade crítica.
  7. “Vou beber esse tipo de bebida porque é mais fraca.” – Não existem bebidas fracas. O que determina o estado de alcoolemia é a quantidade de álcool ingerido. Ingerir 340ml de uísque ou cachaça não faz muita diferença. O certo é que, quem bebe, diminui os reflexos e não pode, de maneira alguma, dirigir.

O objetivo deste artigo não é condenar o álcool mas alertar a respeito dos riscos para quem pratica atividades físicas e deseja ganhar massa muscular e aumentar a performance. Se for consumir alcool, seja moderado e evite exageros.

Fontes:

http://www.consciencia.net/2003/07/12/transito2.html
http://www.cbcm.com.br

Enhanced by Zemanta